Classificação do Estoque

Um gerenciamento eficiente do estoque começa pela diferenciação dos diferentes tipos. Dependendo do tipo de mercadoria armazenada ou modo como são criados, mesmo quando próximos fisicamente, os estoques devem ser segmentados.

Os estoques podem ser classificados basicamente em 4 tipos:

  1. Estoque Cíclico ou Rotativo: É a parte do estoque necessária para atender a demanda normal e invariável de produção, com exceção do estoque excedente e do estoque de segurança. Mantém o processo de produção ou suprimento funcionando sem interrupções. O lote pedido deve atender a demanda no período previsto.

 

  1. Estoque de Segurança: Parcela do estoque que tem a finalidade de proteger a empresa contra incertezas sobre a demanda e o tempo de espera (lead time) planejados. O estoque de segurança serve para cobrir qualquer eventualidade de falta de produto, aumento da demanda ou atraso nas entregas.

 

  1. Estoque de Antecipação: Acúmulo de produtos para fluxos de demandas ou fornecimentos irregulares. O mercado de produtos sazonais, por exemplo, faze o estoque de antecipação para atender aos picos de demandas previsíveis.

 

  1. Estoque em Trânsito: Também chamado de estoque em movimento, se refere às mercadorias que estão sendo movimentadas, por exemplo, no caso em que o produto sai da fábrica para a distribuidora ou para o consumidor final.

 

Reduza as quantidades e os custos

Cada tipo de estoque deve ser administrado de maneira diferente, visando a redução das quantidades e o custo. Algumas táticas são recomendadas, mas devem ser implantadas de acordo com as necessidades específicas do negócio, a saber:

– Como reduzir o Estoque Cíclico: Reduzindo o tamanho do lote e aumentando o índice de repetição. Quanto mais a demanda for previsível, mais fácil fica determinar a frequência e quantidade pedida.

– Como reduzir o Estoque de Segurança: Diminuindo o lead time, ou seja, fazer os pedidos o mais próximo possível do período de demanda. Tentar prever ao máximo as incertezas das ofertas dos fornecedores e melhorar as previsões de demanda por análise das tendências do mercado também é uma boa tática para redução do estoque de segurança.

– Como reduzir o estoque de antecipação: Tentar igualar a demanda ao ritmo de produção, realizar campanhas de marketing fora do período de sazonalidade e implantar preços diferenciados por período sazonal são boas táticas.

– Como reduzir o estoque em trânsito: Consiste na redução do tempo de espera, podendo ser compensado por quantidades menores, que exijam menos tempo entre um transporte e outro.

Para conseguir enxugar custos e manter o estoque sob controle é preciso que o gestor busque estratégias e parcerias para diminuir as margens de erro através de estimativas. Saiba mais sobre a PREVISÃO DE DEMANDA DO ESTOQUE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *